História dos Fratres Lucis

Os FRATRES LUCIS foram uma Ordem Hermética interna fundada tanto por homens como por mulheres em Florença, Itália, em 1498.

Os seus membros incluíram mais tarde Rosa-Cruzes e Franco-Maçons, alguns dos quais tentaram desenvolvê-la no Século XVIII na Alemanha, como um sistema de Altos Graus da Franco-Maçonaria.

Em 14 de novembro de 1953, o Grande Arconte da Ordem original de Florença, Sua Excelência Conde Pietro Da Costa-Malatesta, transferiu devidamente seu oficio de Arconte ao nosso bem amado Sua Serena Alteza Príncipe Richard John Chretien de Palatine, com plenos poderes para estender a operação de dita Ordem mediante a instituição de uma Seção Externa em adição à existente Seção Interna.

Tal Seção Externa foi chamada de Irmandade dos Illuminati, e estava dedicada ao objetivo da restauração no mundo exterior dos ensinamentos místicos do nosso Senhor Jesus Cristo.

O oficio de Arconte passou de Palatine ao Conselho dos Três da Irmandade e Ordem dos Illuminati, e destes ao único membro sobrevivente do Conselho, Conde George Boyer, que concedeu a Carta de Autoridade a Lewis S. Keizer como Grão-Mestre da Casa do Templo do Santo Graal.